fbpx

Livro: “Quero Colo” e Atividades

Ouvir e contar histórias

Leitura: Quero Colo

Objetivo:

Promove o desenvolvimento, apura o senso crítico, proporciona entretenimento, amplia o conhecimento, enriquece o vocabulário, desenvolve o afeto, reduz o estresse.

Sobre o livro:

Já parou para pensar que as nossas primeiras experiências no mundo acontecem nos braços de alguém? O livro “Quero colo” faz um passeio pelo afeto a partir de ilustrações do famoso “colinho” ao redor do mundo.

Como os bebês são ninados em diferentes países, culturas, comportamentos e contextos sociais? Esta é a pergunta por trás do livro escrito e ilustrado por dois nomes de peso da literatura infantil contemporânea, Stela Barbieri e Fernando Vilela.

O livro propõe uma reflexão sobre a importância de garantir este lugar seguro de acolhida e cuidado para os pequenos. Um reforço na importância da presença da família e da construção dos vínculos afetivos, afinal, é assim que a criança constrói as bases emocionais que irão acompanhá-la pelo resto da vida.

Após ouvir a história do livro, converse com a criança sobre a obra:

  • Citar três animais que aparecem na história;
  • Contar de quais formas os bebês são carregados na história?
  • Como ela gosta de ser carregada? No colo? Nos ombros do papai e da mamãe? Na bicicleta?

Outras obras do autor:

O que fazer?

Xilogravura no Isopor – Isogravura

Objetivo:

Promove à criatividade, a autonomia, a expressão, contribui para a construção e ampliação de habilidades artísticas durante seu processo de alfabetização.

Trabalha a coordenação motora fina, percepção visual e imaginação e, ainda, promove o conhecimento e valorização da própria cultura e de outras.

A xilogravura é um dos mais antigos métodos de impressão da história da humanidade. É basicamente um carimbo, feito de madeira. Entalha-se a superfície da madeira com o motivo desejado e pinta-se a imagem que, naturalmente após o entalhe, ficará em relevo.

Essa imagem, pintada, é transferida para o papel. Esta antiga técnica era muito usada no Egito e na China desde a antiguidade. Com o tempo, a xilogravura passou a ser, também, usada na literatura de Cordel, comum no Nordeste brasileiro, em que lendas e histórias populares são contadas através da produção de desenhos e textos feitos em placas de madeira.

Muitos artistas importantes da história usaram a técnica, como Picasso.  Nos dias de hoje, J. Borges e Fernando Vilela são conhecidos por utilizar essa arte.

Conseguimos aplicar da xilogravura com outros elementos criativos como, por exemplo, o isopor. É bem fácil e divertido:

Material:

  • Tinta guache na cor de preferência;
  • Folha branca;
  • Rolo de pintura pequeno;
  • Tesoura sem ponta;
  • Bandejinhas de isopor (daquelas de frios);
  • Lápis preto.

1° ação: Recorte as bordas da bandeja, pois só utilizaremos a parte plana. Algumas já não têm as abas, fica mais fácil!

Peça para a criança desenhar forçando o lápis até afundar o isopor, (sem furar!).

2° ação: Ajuste as bordas da placa, para que o desenho fique com uma moldura bonita depois de estampado.

Depois de escolher a cor da tinta, peça para a criança pintar com o rolinho na placa de isopor, cobrindo bem toda a superfície.

3° ação: É a hora de virar o isopor na folha de papel e fazer pressão sobre a placa para transferir o desenho. Retire o isopor com cuidado para não borrar o desenho. Espere secar e está pronto!

Ampliando saberes

Assista também o vídeo

Atividades extras

Organizar um piquenique pode proporcionar as crianças um crescimento saudável, além, é claro, de muita diversão.

O legal dessa brincadeira é que a diversão já começa na hora de cozinhar os quitutes. Prepare, junto com os pequenos, pratos rápidos, como sanduíche, biscoitos, salada de frutas, vitaminas, etc… Produzir um prato para toda a família também fortalece a autonomia e a autoestima das crianças

Os pais podem pedir a ajuda com tarefas simples, como rechear os pães, colocar sucos em garrafas ou arrumar a cesta que servirá de suporte para a comida.

Durante esse processo, conceitos da matemática, como adição, subtração, divisão e multiplicação, além das unidades de medidas (quantidade, tempo, temperatura, massa), podem ser reforçados na mente dos pequenos.

Depois de preparar a alimentação e escolher um local espaçoso da casa (que vai desde uma varanda a um quintal arejado), é hora de estender a tradicional toalha xadrez e servir as comidinhas.

Os adultos podem aproveitar esse momento para deixar o piquenique ainda mais prazeroso narrando algumas histórias, com ou sem a ajuda dos livros. Maravilha!

Faça seu login

Esta área é restrita aos pais.

Faça o login com seu email, e utilize a senha enviada para você por email.

Caso não lembre a senha, clique aqui para refazer sua senha.